Entre 1948 e 1968, cerca de 850 mil judeus foram forçados a abandonar os países árabes onde viveram por vários séculos. Deixando todos os seus pertences para trás, esta multidão teve de recomeçar suas vidas em países como Israel, França e Brasil. SAIBA MAIS

Até hoje, esta história é pouco conhecida pela comunidade internacional. Por isso, mais de 40 entidades judaicas lançaram em novembro a ‘Campanha Internacional por Direitos e Reparação’ para os judeus dos países árabes. SAIBA MAIS



Meninas judias da Líbia, antes de 1948


 


O ÊXODO SILENCIOSO

Dos 848.000 mil judeus que moravam nos países árabes em 1948, restavam apenas 7.800 em 2001

Países

1948

1958

1968

1976

2001

Líbano

5.000

6.000

3.000

400

100

Síria

30.000

5.000

4.000

4.500

100

Líbia

38.000

3.750

100

40

0

Iêmen

55.000

3.500

500

500

200

Egito

75.000

40.000

1.000

400

100

Tunísia

105.000

80.000

10.000

7.000

1.500

Iraque

135.000

6.000

2.500

350

100

Argélia

140.000

130.000

1.500

1.000

0

Marrocos

265.000

200.000

50.000

18.000

5.700

TOTAL

848.000

474.250

72.600

32.190

7.800

Este site tem como objetivo contar a história de um dos capítulos mais dramáticos e desconhecidos da História do século 20. Ele pretende também auxiliar os milhares de judeus que, forçados a abandonar seus lares nos países árabes, buscaram refúgio no Brasil e agora têm a oportunidade de participar de um esforço internacional para catalogação dos bens deixados em seus países de origem.   

 


Criação e Atualização MarketDesign